Parte do desafio que se propõe o Coletivo Di Jejê, é pensar as demandas atuais trazidas pelos diversos atores e atrizes do movimento negro em nosso pais.

Entendemos, que nossa principal demanda hoje, é o pensar a mulher negra na sua complexidade. Em seguida, precisamos articular nossa luta em unidade enquanto povo preto, enquanto diáspora.

Partindo dessa premissa, convidamos vocês para nosso curso ON LINE sobre o PANAFRICANISMO.

A proposta é que o curso aborde a origem do conceito, suas vertentes e a importância e a atuação dos panafricanista em nosso país.

Venha se juntar a nós em mais essa busca pela sistematização do conhecimento sobre a diáspora africana no Brasil.


Serviço:


Valor: 35 reais (para a inscrição clique AQUI).

Inicio: 30 de Setembro de 2016

Término: 10 de Novembro

Carga horária: 30 horas (com certificação)


Programação:

Módulo 1. Panorama histórico-analítico da formação da África contemporânea.

Módulo 2. Conhecimento colonial e estudos africanos. 

Módulo 3. Negritude, Pan-Africanismo, Socialismo e Lutas de libertação nacional. 

Módulo 4. Interpretações sociológicas contemporâneas sobre África. 

Módulo 5. Modernidade, democracia, vida urbana na África contemporânea.

Módulo 6. Relações entre o Brasil e África


Bibliografia básica

APPIAH, Kwami Anthony (1997). Na casa de meu pai: a África na filosofia da cultura. Rio de Janeiro: Contraponto. 

CABAÇO, José Luis. (2009). Moçambique: identidade, colonialismo e libertação. São Paulo, UNESP. 

COUTO, Mia (2008) – Um passado ainda por nascer. 

HAMILTON, Russel G. (1999). A literatura dos PALOP e a teoria pós-colonial. Via Atlântica, 3, p. 12-23. Disponível em: 

 J. KI-ZERBO. História Geral da África: Metodologia e pré-história. V. 1. São Paulo, Ática. 

MUTZENBERG, Remo e E.V. SOARES (2009). Democratização, sociedade civil e cultura política: aproximações entre o Brasil e a África lusófona. Estudos de Sociologia, 15 (2): 49-68.